terça-feira, 23 de setembro de 2008

Excertos - A BRUXA DE OZ

Em "A Bruxa de Oz" de Gregory Maguire:


Sabe que o Frex um dia destes vai dar por isso . Estas sestas energéticas que faz…bem, sempre teve olho para os tipos com uma salsicha bem aviada e tomates rijos… (p. 66)
*
"Nunca uso as palavras humanista ou humanitário, pois parece-me que ser-se humano é ser-se capaz dos crimes mais hediondos da natureza" (p.230)
*
"As taxas de juro nos bancos de Gillinki começaram a subir, uma situação boa para os investidores e má para quem tinha taxas de empréstimos variáveis." (p.236)
(sim, também sofrem com a subida das taxas de juro como nós!)
*
" Como pode um pássaro alimentar as suas crias, se não tem consciencia do antes e do depois? Uma conciencia é apenas conhecimento numa outra dimensão, a dimensão do tempo. Ao que apelidas de consciencia eu prefiro chamar instinto. Os pássaros alimentam as suas crias sem compreender porquê, sem lamentarem que tudo o que nasce tem de morrer. Desempenho o meu trabalho com uma motivaçao semelhante: o impulso inato que nos faz buscar o alimento, a equidade e a segurança. Sou apenas uma besta de carga a seguir a manada. Sou uma folha insignificante numa árvore." (p. 244)
*
Elphie pensou: "Que criaturas tão tolas são as crianças - e tão embaraçosas - sempre a mudarem de carácter por vergonha, por uma necessidade de serem amadas, ao passo que os animais nascem como são, aceitam-no e pronto. Vivem numa paz mais duradoura do que as pessoas" (p. 288)
*
"- (...) Mas repara nesse magnifio anjo! Falas mesmo a sério quando dizes que não acreditas na Outra Terra? Numa vida para além da morte?
- É mesmo do que precisamos - resmungou Elphaba ao pegar no tomo. - Um pós-vale de lágrimas..." (p. 327)
*
"A noção de uma vida para além da morte é uma manipulação, uma cenoura à frente dos olhos. É indecoroso a modo como os unionistas e os pagãos não param de promover o inferno como forma de intimidação e a Outra Terra como recompensa." (p. 333)
*
"- Nunca ouviste falar de uma Vaca louca? - retorquio ela. - Minha querida, tenho o úbere dorido dos puxões diários. Sou ordenhada de manhã e à noite e nem te vou descrever o que é ser montada por um... esquece." (p. 384)
*
" As pessoas que afirmam que são más geralmente não são piores do que nós. - Suspirou. - É das pessoas que garantem ser boas ou melhores do que as restantes, de uma maneira ou de outra, que devemos acautelar-nos." (p. 432)
*
"És a minha alma e vieste buscar-me, pressinto-o. Não o permitirei, não o permitirei. Não terei uma alma! Com uma alma espera-nos a eternidade e a vida já me torturou o bastante." (p.483)
*
"- E aí a velha bruxa má ficou durante muito, muito tempo.
- E alguma vez saiu?
- Ainda não."
(este diálogo aparece pelo menos 3x no livro)

2 comentários:

Ricardo disse...

Vê lá é se pões o que eu estou a ler neste momento...
Só que eu ao contrario de vocês leio ESCRITORES a serio...
(tou a brincar)

Acabei de ler "O ano da morte de Ricardo Reis" e agora estou no principio de "O envangelho segundo jesus Cristo" Ambos do Saramago.

Abreijos...

Paula disse...

ui oh Claúdia belas citações LOOOOL
e a ultima é deveras sábia-diz que só tem 18 anos...
anyway, esse livro parece interessante =]

ah já agora já acabei o New Moon *feels proud* lá pró meio da semana, se as praxes não puxarem muito começo o 3º =]
Gostei muito do New Moon by the way =]