quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Juliet Marillier - Livros e Escritores Favoritos

(Entrevista completa com Juliet Marillier em - http://www.capriciousquills.com/moondrenchedfables/id23.html

Tem algum livro favorito ou algum que lhe seja especial por alguma razão em concreto?
Geralmente o meu favorito é aquele em que estou a trabalhar no momento. Eu gosto dos livros que têm uma forte e complexa história de amor, então se eu tivesse de escolher teria de ser “O Poço das Sombras” (The Well of Shades), 3º livro das crónicas de Bridei, em que duas pessoas já anteriormente muito magoadas conseguem ultrapassar um conjunto de dificuldades. Também tenho uma pequena inclinação para “O Filho das Sombras” (Son of the Shadows) porque adoro o tatuado anti-heroi, Bran.

Existem outros escritores de fantasia que admira?
Eu não leio muita fantasia. Sou mais uma leitora de romances históricos e ficção, assim como leio muita não ficção para as minhas pesquisas. Os escritores de fantasia que mais admiro são: Neil Gaiman, Jacqueline Carey, o novo autor britânico Joe Abercrombie, e a escritora australiana Margo Lanagan. O seu novo romance, Tender Morsels, baseado na história da “Branca de Neve” (Snow White) e “Rosa Vermelha” (Rose Red), está extremamente bem escrito.

Dos autores mencionados por Juliet Marillier apenas Neil Gaiman tem livros traduzidos para português. Aqui ficam alguns:

Carolina e a Porta Secreta









Os Filhos de Anansi








Neverwhere – A Terra do Nada – Li-o há alguns anos atrás e não gostei. Foi por isso que não voltei a pegar em mais nenhum livro deste autor.

Stardust – O mistério da estrela cadente – Ainda não li mas o filme está na lista dos meus favoritos. Se ainda não o viram é uma boa sugestão para o fim de semana. Talvez devesse também ler o livro.





Ai! Tou com vontade de o ver novamente! Talvez amanhã! :)


2 comentários:

PatMan disse...

Nunca consegui acabar com o "American Gods", de Gaiman, por ser tão... parado. O livro, pelo contexto da história, e as qualidades dos personágens que ela contém, não devia ser tão lento. Tem bastante... potencial por ser usado, mas aquilo mais parece um daqueles filmes Portugueses. Mortos e aborrecedores... XD

Stardust - já o li. Foi bonito, mas... E esta é o unico exemplo que tenho deste fenómeno quase não existente: O filme é melhor. Gostei mais do filme. Embora o livro seja bem bonito, é práticamente como estar a ver duas histórias diferentes, com pequenos dados em comum.
Neil Gaiman fez muito bem. Pegou numa coisa boa - e fez uma dez vezes melhor. :)

ClaudiaV disse...

Já com o "Neverwhere" o problema foi o mesmo. aquilo tinha tudo para ser uma história fantástica mas aborrecia.

Tive a ver e o "Stardust" é um livrinho tão pequenino! (acho que vou tentar tirá-lo da net).

De filmes que tenham sido melhores que o livro também me vem à mente o "Sensibilidade e Bom sendo" Jane Austen. Adoro o filme! E, o "Diário da nossa Paixão" de Nicholas Sparks o filme é tão bom como o livro.